Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54795 )
Cartas ( 21052)
Contos (12085)
Cordel (9481)
Crônicas (21041)
Discursos (3104)
Ensaios - (9893)
Erótico (13117)
Frases (39763)
Humor (17540)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2307)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135497)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4164)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Redação-->UNIDADE VI — A REENCARNAÇÃO -- 09/07/2002 - 06:08 (wladimir olivier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
WLADIMIR OLIVIER

Ora, havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, senador dos judeus, — que veio, à noite, encontrar Jesus e lhe disse: Mestre, nós sabemos que o senhor veio da parte de Deus para nos ensinar como um doutor; pois ninguém seria capaz de realizar os milagres que o senhor realiza, se Deus não estivesse com ele.

Jesus lhe respondeu: Em verdade, em verdade, eu lhe digo: “Ninguém tem como ver o reino de Deus, se não nascer de novo.”

Nicodemos lhe perguntou: Como pode nascer um homem que já é velho? Tem ele como reentrar no seio de sua mãe, para nascer uma segunda vez?

Jesus lhe respondeu: Em verdade, em verdade, eu lhe digo: Se um homem não renasce da água e do Espírito, ele não tem como entrar no reino de Deus. — O que nasceu da carne é carne e o que nasceu do Espírito é Espírito. — Não se espante do que eu lhe disse, que é preciso que você nasça de novo. — O Espírito sopra onde ele quer e você ouve sua voz, mas você não sabe donde ele vem, nem aonde ele vai; acontece o mesmo com todo homem que nasceu do Espírito.

Nicodemos lhe perguntou: Como é que isso pode dar-se? — Jesus lhe disse: Quê! Você é mestre em Israel e ignora tais coisas? — Em verdade, em verdade, eu lhe digo que nós só dizemos o que sabemos, e que nós lhe prestamos testemunho do que nós vimos; entretanto, você não aceita nosso testemunho. — Mas, se você não crê em mim quando eu lhe falo das coisas da terra, como irá crer quando eu lhe falar das coisas do céu?

(João, III: 1-12.)



Pesquise, reflita e responda:


1. Você é capaz de citar um dos “sinais” de Jesus?
2. Nicodemos confundiu “reencarnação” com “ressurreição”. Sabe você estabelecer a diferença? Explique.
3. Sabendo que o termo “água” simboliza a natureza material, o que você acha que simboliza o termo “Espírito”?
4. Por que é importante saber que o Espírito reencarna?
5. Pode você oferecer alguma prova da reencarnação?




Leitura complementar



NECESSIDADE DA ENCARNAÇÃO


— A encarnação é uma punição, e só Espíritos culpados ficam submetidos a ela?

A passagem dos Espíritos através da vida corporal é necessária para que sejam capazes de realizar, com o auxílio de uma ação material, os desígnios cuja execução Deus lhes confia; ela é necessária para eles mesmos, porque a atividade que são obrigados a executar ajuda no desenvolvimento da inteligência. Sendo Deus soberanamente justo, tem de repartir tudo por igual por todos os seus filhos; eis porque ele oferece a todos um mesmo ponto de partida, a mesma aptidão, “as mesmas obrigações para cumprir e a mesma liberdade de agir”; qualquer privilégio seria uma preferência e qualquer preferência uma injustiça. Mas a encarnação não passa para todos os Espíritos de um estado transitório; é um encargo que Deus lhes impõe, ao início da vida, como primeira prova do uso que darão a seu livre-arbítrio. Os que cumprem esse encargo com zelo franqueiam rapidamente e menos penosamente os primeiros degraus da iniciação, e desfrutam mais cedo o fruto de seus trabalhos. Aqueles, ao contrário, que fazem um mau uso da liberdade que Deus lhes concede atrasam seu adiantamento; eis porque, dada sua obstinação, eles são capazes de adiar indefinidamente a necessidade de se reencarnarem; é então que a encarnação se transforma em castigo. (SÃO LUÍS. Paris, 1859.)

(O Ev. S. o Esp., IV: 25.)




Teoria



O HOMEM


O homem é, assim, formado de três partes essenciais:

1.a) O corpo ou ser material análogo aos animais e animado pelo mesmo princípio vital;

2.a) A alma, Espírito encarnado, cuja morada é o corpo;

3.a) O princípio intermediário ou “perispírito”, substância semimaterial que serve de primeiro invólucro ao Espírito e une a alma e o corpo. Tais são, em um fruto, o germe, o perisperma e a casca.

(O Livro dos Espíritos, 135-a.)




Meditação



1. Pode o corpo existir sem a alma?
2. É capaz o mesmo Espírito de se encarnar em dois corpos diferentes de uma só vez?
3. Possui a alma uma sede determinada e circunscrita no corpo?
4. Como a alma que não alcançou em absoluto a perfeição durante a vida corpórea pode terminar de se purificar?
5. A alma tem muitas existências corpóreas?
6. Qual é o objetivo da reencarnação?

(O Livro dos Espíritos, 136-b, 137, 146, 166, 166-b, 167.)

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui