Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
39 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56450 )
Cartas ( 21157)
Contos (12576)
Cordel (9977)
Crônicas (22085)
Discursos (3130)
Ensaios - (8877)
Erótico (13329)
Frases (42883)
Humor (18231)
Infantil (3704)
Infanto Juvenil (2520)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137743)
Redação (2907)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4618)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->PALAVRAS PALABRAS MOTS WORDS -- 22/03/2005 - 10:41 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


PALAVRAS PALABRAS MOTS WORDS

Jan Juá

22 de março de 2005







Ainda não sei bem

Como nascem as palavras

E como se descobrem os meandros que elas contêm

Ainda não conheço as secretas trilhas que elas tecem

Na omnímoda combinação

De uma lógica matemática avançada



Ainda não sei de onde brotam na verdade

Nem como se articulam nem como se desempenham



Não sei como se declaram nem como se escondem

Nem como fingem

Nem como driblam os raciocínios claros

Nem como simulam esencialidades

Ou escondem frontalidades



O jogo das palavras é o mistério soberano

Da inteligência profunda

O mistério da vida e da comunicação

As palavras são o homem ao abrigo e ao desabrigo

A grande ala vanguardista da civilização



A palavra é o instrumento que abre ou fecha a mente

O eterno logos grego

Cujo alcance não descobriremos nunca

Mesmo que a tornemos latina ou vernácula

Ao sabor de nosso desejo como sinal de descobrimento

Como investimento fundamental de humanidade ou de desumanidade.



Jan Muá

22 de março de 2005
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 321 vezesFale com o autor