Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
80 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56412 )
Cartas ( 21156)
Contos (12573)
Cordel (9948)
Crônicas (22079)
Discursos (3130)
Ensaios - (8871)
Erótico (13328)
Frases (42855)
Humor (18217)
Infantil (3699)
Infanto Juvenil (2512)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137705)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4608)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->UM ECO POÉTICO NA PINTURA DE GUAYASAMIN -- 01/08/2005 - 11:03 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




UM ECO POÉTICO NA PINTURA DE GUAYASAMIN

Jan Muá

Quito, 26 de abril de 1991





Ouvi teu canto

Pássaro branco que voa



Ouvi teu protesto andino

Ouvi tua angústia, Guayasamin!



Nos imensos tons que criaste

Deliram as carregadas cores

Do drama social da exploração

Em tumultuada sinfonia

Que espargiu tristes espectros

Vagueantes

Pelas cordilheiras e planaltos

Das ditaduras opressivas do mundo...



Em tuas telas sabes faiscar furor e raiva

Quando pintas a opressão

E simultaneamente modelar qual poeta fraterno

As linguagens redentoras latentes

Dos mundos subjacentes que tentam respostas

Ao instinto de viver



Na alvorada de uma aurora vital

Ostentas o rosto renascido

De um artista liberacionista

Que sabe armar a arte

Com o registro que desponta para a Ternura...



Oh! Guayasamin!!!





Jan Muá

Quito

26 de abril de 1991









Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 389 vezesFale com o autor