Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
56 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56824 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10011)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8953)
Erótico (13387)
Frases (43341)
Humor (18382)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138023)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4765)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->NÃO É LOURA NÃO É MODELO TOP TEN -- 17/09/2005 - 23:10 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


NÃO É LOURA NÃO É MODELO TOP TEN

Jan Muá

16 de setembro de 2005





Ela está ali

Quietinha e adorável

Com seu rostinho místico de paz

De amor e dedicação...



Eu a conheço

Adoro seu jeitinho amoroso e maternal

E é para todos um exemplo instigante de luta pela vida



Ela tem uma identidade superior

Que a enobrece

Uma identidade que admiro

É mulher...



Não é loura

Não é modelo

Não é top ten

Não é madame

Não tem cachorro split

Nem conta milionária...



Não veste roupas de butique

Não tem seios exuberantes

É apenas uma criatura humana excepcional



Comunica paz

Dá exemplo

Vive feliz

É uma mulher heróica pelo que faz...

Pelo que consegue...



Cuida de Michelle

Que é uma sobrinha mongolóide...



Ela tem toda a coragem

Abraça a cruz

E distribui disposição e alegria ...



Tem a loucura da solidariedade e do amor do próximo

Gosto da Isabel!



Alguns dizem que é feinha e desafortunada

Mas eu não acho isso...não!

Eu a vejo como uma mulher exemplar

Com intinto superior de maternidade e de amor



Ela sabe amar a vida que tem

Distribui carinho pelas crianças e pelos infelizes

É mulher !...



Um tipo de heroína que hoje rareia

Em nossa sociedade pseudo-civilizada

Que corre à margem

Dos originais valores da vida

E se afoga no consumo perecível em desencantos mil!





Jan Muá

Brasília 16 de setembro de 2005
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 357 vezesFale com o autor