Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
26 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57175 )
Cartas ( 21140)
Contos (12558)
Cordel (9909)
Crônicas (21999)
Discursos (3127)
Ensaios - (10105)
Erótico (13288)
Frases (42437)
Humor (18036)
Infantil (3664)
Infanto Juvenil (2428)
Letras de Música (5460)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137475)
Redação (2895)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4569)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Crônicas-->A imperfeição da palavra -- 30/10/2003 - 15:16 ( Andre Luis Aquino) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
As palavras são imperfeitas desde a sua origem quando nascem do pensamento de alguém até o seu destino que é o pensamento de outro alguém e nesse caminho se transmutam e se misturam a outras palavras e geram ainda mais palavras.
A imperfeição da palavra seja ela escrita, lida ou falada é encontrada na impossibilidade dessa palavra conter em si mesma todos os significados e sentidos que pretende descrever, nem sinônimos, verbos ou artigos são capazes de auxiliar nessa tarefa hercúlea de explicar e ser tudo.
A palavra envelhece assim como a folha onde foi escrita ou impressa, será esquecida , perderá seus significados e a sua razão de ser com o tempo, a melhor palavra é aquela que fica por ser dita, pois essa jamais passa.
Mas a imperfeição da palavra é justificada e se torna necessária, pois dá a quem a lê o poder sobre ela, interpretando-a da maneira que julga ser melhor, metade da palavra é de quem fala a outra de quem escuta, metade da palavra é de quem a pensa e a outra metade de quem a tenta entender.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui