Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
99 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56831 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10014)
Crônicas (22151)
Discursos (3133)
Ensaios - (8956)
Erótico (13388)
Frases (43355)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138029)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4770)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->ESTROFES COM RIMAS RARAS -- 09/06/2010 - 23:30 (José de Sousa Dantas) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ESTROFES COM RIMAS RARAS
José de Sousa Dantas

Atendendo a um pedido
do amigo DANIEL(*),
aceitei o desafio
de compor esse CORDEL
escrito com rimas raras,
para cumprir meu PAPEL.

Quem diz que elaborar
uma grande estrofe é ÁGUA,
às vezes, tenta e se enrola,
se arrasta de frágua em FRÁGUA,
não consegue o seu intento,
sua afirmação DESÁGUA.

Quem achar que é difícil
ter rimas para RANZINZA,
acredita que existe
somente a rima de CINZA,
se acomoda e se limita,
o seu mundo se ACINZA.

Quem trabalha e se empenha,
e rimas raras, GARIMPA,
vai encaixando as palavras,
se firma e levanta a GRIMPA,
na melhor composição,
faz um poema SUPIMPA.

Quem gosta de fazer verso,
no contexto se INTEGRA,
estuda, aprende, exercita,
desenvolve e aplica a REGRA,
se inspira, faz um poema,
que se orgulha e se ALEGRA.

É muito gratificante
ler um poema INCONSÚTIL,
criativo e bem escrito,
autêntico, instrutivo e ÚTIL,
com RIMAS RARAS e belas,
sem nada de vão e FÚTIL.

Há séculos que a poesia
atravessou o ATLÂNTICO
e penetrou na América,
com seu magnífico CÂNTICO,
cheio de arte e beleza,
num mundo místico e ROMÂNTICO.

Admira-se um ser
de talento, força e FIBRA,
que luta, produz e cresce,
avança e se EQUILIBRA,
conquista e se realiza,
vive, se diverte e VIBRA.

Em todo canto do mundo,
Europa, América... e ARÁBIA,
tem gente autêntica e versátil,
culta, inteligente e SÁBIA,
misteriosa e distinta,
simpática e de boa LÁBIA.

Cada um pode fazer
o seu próprio PASSATEMPO,
divertido e prazeroso,
sem transtorno ou CONTRATEMPO,
e aproveitar a vida
sem desperdício de TEMPO.

Agradeçamos a DEUS,
Onipotente e LONGÂNIMO,
pela vida e a saúde,
a disposição e ÂNIMO,
e o talento pra fazer
um trabalho MAGNÂNIMO.

MAIS VERSOS COM RIMAS RARAS

Existe no universo
uma luz brilhante e CALMA,
que se expande e se renova,
alimenta, cura e ACALMA...
ilumina a nossa mente,
o coração e a ALMA.

A natureza oferece
uma visão PANORÂMICA,
atraente e colorida,
inspiradora e DINÂMICA,
transmitindo uma energia
revigorante e BALSÂMICA.

A criança quando nasce,
sente em volta uma PENUMBRA,
inspira oxigênio,
um novo mundo VISLUMBRA,
com o qual se comunica,
se integra e se DESLUMBRA.

Tem muita gente no mundo
que tem coração de PEDRA,
para sair desse estágio,
se recupera e se REDRA,
se transforma e se equilibra,
se levanta, cresce e MEDRA.

O tempo corre e não cansa,
não espera e não dá TRÉGUA;
a natureza se ergue
sem usar compasso e RÉGUA;
quanta gente que tem sorte,
se dá bem e lava a ÉGUA !

Vê-se um espetáculo de dança,
ao som de sanfona e GAITA,
e no meio da atração
se destacar uma BAITA
de mulher formosa e boa,
com cara de SIRIGAITA.

Quem leva o tempo a fazer
bagunça, greve e CHAFURDO,
corre o risco de cair
no ridículo e no ABSURDO,
para não se complicar,
às vezes se faz de SURDO...

Casa em áreas com declive,
de solo fraco e SALOBRO,
corre o risco de deslize,
de desalento e SOÇOBRO;
quem lá mora está sujeito
a pagar um preço em DOBRO.

O povo sem assistência
adoece e sofre à MÍNGUA,
com dor de cabeça e gripe,
tosse, espirro, febre e ÍNGUA...
além de infecções
no olho, beiço ou na LÍNGUA.

Não raro são as inúmeras
estórias de MAL-ASSOMBROS,
dizem que fantasmas ficam
vagando pelos ESCOMBROS
de pés descalços e livres,
e cabelos pelos OMBROS.

(*) DANIEL DUARTE PEREIRA SABIÁ é professor de biologia da UFPB, pesquisador, escritor, entusiasta e amante da poesia, colecionador de relíquias, membro do IGHP, titular de vários prêmios e vencedor de diversos concursos..

Quem quiser pode fazer estrofes com as RIMAS acima ou essas abaixo:

a) Bobo, lobo, globo
b) Modéstia, véstia, réstia
c) Cepa, epa, xepa
d) Escambo, mocambo, molambo
e) Portátil, versátil, volátil
f) Alarde, covarde, tarde
g) Causa, pausa, menopausa
h) Alvitre, salitre, recalcitre
i) Magarefe, chefe, tabefe
j) Campo, pirilampo, grampo...
k) E outras


Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 63Exibido 1103 vezesFale com o autor