Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
85 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56828 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10014)
Crônicas (22151)
Discursos (3133)
Ensaios - (8956)
Erótico (13388)
Frases (43353)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138027)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4770)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->BECO DO CASTELO -- 29/04/2006 - 17:17 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
BECO DO CASTELO

Jan Muá

29 de abril de 2006





É difícil escolher todos os lugares de eleição

Mas há lugares que se tornam eleitos de verdade

Depois que os adotamos com nossos olhos

E com nossas afeições!

A partir daí

Eles passam a ser lugares caseiros

De sentimento

Nossos

Familiares!



No momento estou no beco do castelo

Da trindade

Um beco sólido e elegante

De ventas levantadas para o ar

Orgulhoso de estender céu acima

Seu pequeno espaço genético original!



É um beco azul e beje

Em mosaico

Com torre iluminada pelo sol

Vejo-o daqui bem pertinho

Com um salão de beleza ao lado

Onde as damas exigentes

Fazem seu bronzeamento

Em sessões variadas

Com música de embalo

E hair-café ao seu alcance!



Está ali soberano e sorri

para os muros de buganvílias róseas

E para o horto de araucárias agrestes

Que seguram a temperatura verde

Dos ecologistas!



O céu empresta ao ambiente um ritmo de serenidade

E a brisa que vem do mar

Aquieta os olhos na transparência

Da rua!



Por fora estão as cores dos prédios

Em telhados de cor francesa

Misturando paredes rosadas

Terraços armados de antenas

Que trazem dos longes as notícias

E a figuração visual do mundo digitalizado!



No meio de tudo

Sou apenas um poeta observador

Que transmito o efeito psicológico

Das belezas que à minha volta

Sensibilizam meus olhos!





Jan Muá

Florianópolis

29 de abril de 2009
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 401 vezesFale com o autor