Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
30 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54852 )
Cartas ( 21056)
Contos (12109)
Cordel (9512)
Crônicas (21087)
Discursos (3105)
Ensaios - (9897)
Erótico (13126)
Frases (39808)
Humor (17550)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135538)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4175)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->RECADO PARA TALITA -- 17/12/2011 - 11:32 (ANGELA FARIA DE PAULA LIMA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

RECADO PARA TALITA

 

Só agora em dezembro

É que li sua mensagem

Onde fala, sem rodeios

Que não sei fazer cordel

Talvez eu não saiba mesmo

Talvez eu fale a esmo

De assuntos tão banais

Não a conheço Talita

Será que este é seu nome?

Porque é que você esconde

Atrás de um anonimato?

Vamos lá fazer um trato:

Você me manda o endereço

E eu vou pegar umas aulas

Com você, que sabe bem.

Aproveito e lhe ensino

O poder da gentileza

Pois em tudo há beleza

No sentimento de alguém.

Devemos ter o cuidado

Sempre, sempre, em nossa vida

De não causar a ferida

No coração de ninguém

Podemos falar de fato

Mas que este nosso ato

Seja sempre sem desdém.

Existem modos e modos

E você, minha querida,

Escolheu o pior deles

Que é o que se critica

Sem me dar a solução

Fiquei, sim, muito sentida,

Não com o teor da missiva

(Ela é até muito curta!)

Mas, até mesmo por isso,

Ficou assim taxativa

E invalida a mensagem

Do que escrevi com amor.

Mas digo, sinceramente,

Que continuo feliz

Só que um pouco machucada.

Mas isso passa também!

Aproveito prá enviar

Os meus votos de Natal

Seja feliz. Afinal

Você deve ser bem nova

Para não passar na prova

Da gentileza que o mundo

Tanto precisa, enfim.

Pense bem de hoje em diante

É Natal, e precisamos

Aprender o que é o bem

Abraço os seus também

E assim que passar o fel

Envie-me, com detalhes,

A aula que você tem

De como fazer cordel!

 

17/12/2011

 

 Obrigada Fátima pela gentil mensagem.Respondi no seu email

Obrigada Silva Filho pela interação amiga!

 

 

Comentários

Silva Filho  - 17/12/2011

APRENDIZES SOMOS NÓS / NA FEITURA DO CORDEL / NA USINA HÁ ESPAÇO / PRA FORMAR O MENESTREL / O LEITOR QUE TENHA CALMA / PORQUE O CORDEL DA ALMA / VAI DESLANCHAR NO PAPEL.

A ÂNGELA É POETISA / QUE TRANSBORDA SENTIMENTO / E AS REGRAS DO CORDEL / NÃO MITIGAM SEU TALENTO / O POETA É LIBERTO / E TUDO QUE FAZ É CERTO / AO CUMPRIR O SEU INTENTO.

Maria de Fatima Moraes Rodrigues  - 17/12/2011

Querida Angela, Parabéns! Você faz não só Cordel, como também, conheçe e usa, de fato, a arte da gentileza, e essa minha amiga é imbatível!
Amei,afetuoso abraço.

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 61Exibido 389 vezesFale com o autor