Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
79 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55315 )
Cartas ( 21071)
Contos (12176)
Cordel (9605)
Crônicas (21332)
Discursos (3113)
Ensaios - (9920)
Erótico (13145)
Frases (40224)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5418)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135942)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4238)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->ARCO-ÍRIS DE AMIGOS -- 20/07/2012 - 14:07 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:134315183488365400

 

 

 

ARCO-ÍRIS DE AMIGOS

 

Há muito tempo descobri que não é uma lenda o tesouro no final do arco-íris. A orientação popular sempre foi de segui-lo desde o local que ele surge até o seu final; aí, então, encontraríamos o valioso pote tão desejado. 


Encantada com a sua beleza, de tanto admirá-lo nem percebi que comecei a viajar em um, suavemente, flutuando em suas luzes, seu brilho, cortando a imensidão do céu, feliz com a sensação de leveza e orvalhada por seus deliciosos pingos de água. 
 

A sensação de bem-estar era indescritível. Eu era gente e era parte do arco-íris, ao mesmo tempo, e tudo parecia um sonho lindo. Apesar de inebriada com tamanha experiência e infinita gama de alegria desmedida, percebi que não viajava sozinha no arco-íris. 

Mais consciente, olhei ao meu redor e vi milhares de pessoas percorrendo o caminho do arco-íris, como se cada gotícula d'água representasse uma delas. Percebi que podia pausar em vários momentos a minha navegação e interagir com os seres que faziam aquela aventura fantástica comigo, como se estivesse em um mundo bastante real, palpável e firme como na terra. 

Entendi o porquê, para minha maior felicidade. 
O arco-íris é uma imensa estrada que parte de lugares diferentes em direção a uma chegada que não podemos determinar com precisão se não nos aventurarmos nele. Nessa estrada repleta de sutilezas e de luzes, viajamos durante a nossa vida.

 
Assim, reconheci em cada trecho do vasto caminho todas as pessoas que já cruzaram a minha existência, até hoje. Relembrei todos os seus gestos carinhosos ou enérgicos, cuidadosos, solidários, companheiros, amorosos oferecidos a mim em cada instante que necessitei.

 
Desvendei, grata e surpreendentemente, que a beleza que tanto me encanta no arco-íris é a junção das boas energias de todas as criaturas que cruzam a estrada da minha vida e que, independente da proximidade familiar ou física ou regional, eu chamo orgulhosamente de amigos.


Esse vaso que se encontra no final do caminho do arco-íris é abarrotado da somatória de todas as boas qualidades daqueles que sabem ser amigos e andam nessas estradas lindas e coloridas da vida. 

O pote preciosíssimo sempre é representado com raios dourados e ofuscantes, como os do sol, lançados em todas as direções com o objetivo de manter acesa a confiança de que nunca estaremos sozinhos na nossa jornada.

 

Dalva da Trindade S. Oliveira

(Dalva Trindade)

20 de julho de 2012

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 2Exibido 245 vezesFale com o autor