Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
82 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56411 )
Cartas ( 21156)
Contos (12572)
Cordel (9941)
Crônicas (22079)
Discursos (3130)
Ensaios - (9116)
Erótico (13328)
Frases (42854)
Humor (18217)
Infantil (3699)
Infanto Juvenil (2512)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137703)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4608)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->SONHOS DESILUDIDOS -- 27/07/2006 - 18:52 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SONHOS DESILUDIDOS


Vi teus olhos brilharem

Embora não fosse dia.

Será que é para mim

Que esse brilho irradia?



Vi teus lábios sorrirem

Embora fosse um dia triste.

Será que é para mim

Que esse sorriso existe?



Mas vi os sonhos morrerem

Embora nem tivessem nascidos

Quando outro atrás de mim

Chegou-se de braços estendidos







LEIA TAMBÉM:

EU TENHO MEDO DE CONFESSA


BRINCANDO DE AMAR


QUANDO A MENTE FICA VAZIA

NA PENUMBRA DE UM DIA CHUVOSO

O BEIJO SEM CULPA

SÓ MESMO AMANDO VOCÊ

QUE A BRISA DE NOSSO AMOR

MINHA LOUCURA É VOCÊ

EU NÃO TERIA MOTIVOS PARA VIVER

SAUDADES DE UM GRANDE AMOR

COM ESSE TEU JEITO

NÃO ME LEMBRES QUE O DIA AMANHEÇA

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui