Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
81 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55580 )
Cartas ( 21086)
Contos (12213)
Cordel (9652)
Crônicas (21423)
Discursos (3115)
Ensaios - (9924)
Erótico (13156)
Frases (40556)
Humor (17584)
Infantil (3581)
Infanto Juvenil (2319)
Letras de Música (5429)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136173)
Redação (2882)
Roteiro de Filme ou Novela (1041)
Teses / Monologos (2376)
Textos Jurídicos (1910)
Textos Religiosos/Sermões (4276)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Ai, que saudade de mim -- 05/04/2012 - 09:44 (maria da graça almeida) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

maria da graça almeida

Ai, que saudade de mim,
dos meus olhos espertos,
das minhas pernas roliças,
do meu jeito de andar,
de um pezinho sem preguiça
sempre pronto a saltitar...
Ainda que mais eu não conte...
ai, que saudade do ontem.

Ai, que saudade de mim,
então na adolescência,
cabelo até à cintura,
a ensaiar novas posturas
em cima de um alto salto,
para alongar a figura...
Ainda que mais eu não conte...
ai, que saudade do ontem.

Ai, que saudade de mim,
já na maturidade,
bem mais meio do que fim,
incerta da felicidade,
tendo só como certeza,
que viver é uma proeza...
Ainda que mais eu não conte...
ai, que saudade do ontem.

O tempo passa depressa,
passa depressa demais,
a vida é feito  festa,
acaba quando começa.
Um passarinho me disse
que o bom é estar na velhice.
Sei que o dito é inseguro,
ai, que medo do futuro!

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui