Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
22 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56828 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10012)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8955)
Erótico (13388)
Frases (43349)
Humor (18383)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138026)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4767)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Erótico-->21. SEM TEMPO PARA NADA -- 17/01/2004 - 07:59 (wladimir olivier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
WLADIMIR OLIVIER

A subida do morro foi tumultuada. Grande quantidade de espíritos arruaceiros ameaçava os intrusos, apesar de fortemente amparados por pessoal dali mesmo. A impressão era de que não temiam os guardas, passando a idéia de que receberam ordens visíveis para se afastarem, mas secretas para atrapalhar as observações daqueles que, zombeteiramente, chamavam de “santos” e de “iluminados”. Estivéssemos interessados na reprodução do linguajar chulo e teríamos excelente material para fornecer aos estudiosos das manifestações depreciativas, como ponto de referência para os contatos de evangelização e socorrismo.

Felícia ia de surpresa em surpresa, apreendendo os efeitos nocivos à flora, testemunhando a despreocupação terrível com a própria sorte material, tanto devastada estava a mata nativa, a ponto de oferecer perigo para as construções em declive, quase sempre precárias, embora raros fossem os barracos de madeira. Quanto à fauna, inexistia, visto que os morros estavam praticamente urbanizados.

Chamou Tomás e manteve com ele ligeira conversação, entremeada de sustos. Quis saber a razão da visita a local que, provavelmente, não afetaria, apesar da destruição quase total dos recursos naturais, a manutenção da vida humana sobre a face da terra:

— Aqui temos pouco que observar, se não estou enganada. Qual é o objetivo dos mestres?

— Penso que seja avaliar as condições psíquicas de seres humanos colocados sob o tacão dos chefes locais, sem a interferência da sociedade organizada pelas leis do país.

— E que resultará da caracterização dessa gente que possa interessar à salvação planetária?

— Se você está querendo informações precisas, não irá obtê-las de mim. Estou simplesmente informado de que se devem analisar as relações primárias entre os espíritos e os humanos, pela influência que exercem os líderes comunitários vinculados aos crimes e aos vícios.

— Valeu-me a informação, apesar de não crer que seja somente isso. Muito provavelmente esperam de nós que nos preparemos para ocuparmos alguma destacada posição no seio desta sociedade, para o encaminhamento dela para sendas mais propícias ao desenvolvimento...

Não pôde ir até o fim do pensamento. Foi interrompida pela necessidade de pôr paradeiro a uma investida coletiva de irmãos infelizes, unidos para a emissão de forte jato de vibrações nocivas aos perispíritos dos incautos. Mas o grupo visitante estava bem protegido, de sorte que o ataque não surtiu qualquer efeito malévolo, nem ao menos atemorizou a nenhum deles.

A uma ordem de Epaminondas, estabeleceram um círculo magnetizado pelos fluidos que se concentraram densamente ao derredor do grupo, formando-se espessa bolha, onde puderam refugiar-se para a conferência dos apanhados de cada um. Apesar da quantidade dos temas tratados, não permaneceram resguardados mais do que dez minutos, para o que tiveram de abstrair-se dos impactos emotivos, para firmarem-se intelectualmente nos problemas de interesse para a formulação de estratégias, no enfrentar das crises observadas.

João quis ser o primeiro:

— A paisagem humana está, evidentemente, desviada dos principais objetivos das encarnações regeneradoras ou missionárias. Os encarnados estão afetados fortemente por paradigmas mentais estruturados sobre bases materialistas de sobrevivência pessoal, no sentido do aproveitamento integral possível dos recursos sensórios, cada qual segundo sua capacidade de entendimento do que sejam as relações que se podem estabelecer entre os indivíduos, sem o sentido maior da defesa humanitária. Existe, sem dúvida, algo como uma corrente de esforço coletivo de defesa do patrimônio comunitário. Todavia, nada que possa constituir-se em aperfeiçoamento das virtudes superiores, uma vez que os elos dessa cadeia são facilmente rompidos pelo assassínio, pelo usurpação dos bens e direitos, pelo enfraquecimento dos indivíduos em prol dos que se armaram e se fazem líderes pela força. A educação dos jovens se dá em função dessas diretrizes, de forma que passam a considerar normal as atividades que exigem destemor perante o restante da cidade, destemor quanto a se colocarem a serviço do tráfico, dos crimes contra o patrimônio, do lenocínio e das demais formas de abusar dos recursos do organismo com a finalidade do prazer. O serviço socorrista...

Epaminondas interrompeu:

— Não devem os amigos elaborar planos para a evangelização. Dêem o resultado das observações.

Nivaldo, que vivera durante muito tempo justamente naquele bairro, desejou manifestar-se:

— Penso que possa dar alguma contribuição para o entendimento de como pensam os moradores. Está claro que não são modelos de pessoas...

De novo, Epaminondas impôs-se ao interlocutor:

— Se você se deixar contaminar pelos sentimentos promovidos pela saudade, não iremos muito longe no exame que temos em mira. Limite-se a considerar, por exemplo, quais são as religiões que conseguem impor-se sobre a mentalidade vigente.

— Reconheço que não vivi mais do que trinta anos junto às pessoas de bem que fecharam o círculo em torno dos preceitos cristãos. Entretanto, somente depois que abandonei a carcaça no cemitério é que pude compreender que estávamos todos apavorados com os ditames das leis em vigor na região, a principal, a do silêncio absoluto em relação aos deslizes dos demais, de modo que os aspectos que se fixaram com mais intensidade em minha maneira de ser foram os concernentes ao medo de me ver jogado nas profundezas infernais: Deus me parecia muito com os chefes do morro. Vivia em sobressaltos até que, muito velho para qualquer reação positiva, no sentido de estabelecer diferente ordem social com base na moral cristã, desci para a cidade e fui, com a família, estabelecer-me em Minas, onde pude criar os filhos e netos sob diferente prisma religioso. Contudo, nunca deixei totalmente aquele sentido de ter Deus como incapaz de sofrear os furores bíblicos. Não foi uma só vez que requeri da Divindade que assolasse tudo aqui, como fez com Sodoma e Gomorra.

Nivaldo percebeu que iria desandar emotivamente e se absteve de prosseguir.

— Podemos chegar a alguma conclusão provisória? — instigou Epaminondas.

Maria, após entendimento vibratório com os demais, arriscou-se:

— É elementar o que vou dizer, porém, penso que o primitivismo das reações psíquicas não nos permitirá, junto a povos que estejam sob estes mesmos inconscientes princípios éticos ou filosóficos, penetrar muito profundamente nas concepções científicas, para induzir os encarnados a buscar desempenho existencial corroborativo da necessidade da preservação do meio ambiente.

Epaminondas encerrou os debates:

— Guardemos essas averiguações e suspeitas para mais tarde. Se ninguém quiser visitar outro logradouro, poderemos partir para São Paulo.

Felícia estava impacientando-se à vista da necessidade de conter-se quanto às emoções, mas não pôde deixar de colocar sua colher de pau na panela:

— Terão os políticos e demais responsáveis pela organização oficial do Município, do Estado ou da Federação meios de promover a educação das crianças e adolescentes, instalando escolas para todos? Ou se encontram os próprios professores contaminados pela irreverência acentuada que percebemos em relação aos direitos das pessoas enquanto seres humanos?

Interrompeu o que dizia mas fazendo menção de que iria prosseguir. Após alguns instantes de meditação, concluiu:

— Percebo que estou antecipando muito as perguntas, porque o tema merecerá visão muito mais ampla: nacional ou mesmo mundial. Perdoem-me o arroubo.

Assim, deu-se por finda a incursão do grupo pela maravilhosa cidade do Rio de Janeiro, cujas magníficas paisagens deslumbraram a todos, enquanto se afastavam devagar para a impregnação em seus corações da infelicidade que seria a perda de tão aprazível local, para vida plena de sucessos cármicos.

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui