Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
128 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56624 )
Cartas ( 21128)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21854)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41612)
Humor (17732)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2331)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137015)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4500)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Frei Dimão e Nanda em novo embate -- 01/09/2014 - 12:53 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Agora que deste o sinal
de teu retorno à lide
o livrar-te de todo mal
com meu desejo coincide

Mas já falas em passear
por Mônaco, Paris, Roma
o que deves é peregrinar
senão o maligno se assoma

E o que mais importante
pra que evites u`a nova fria
é saber bem adiante
quem terás por companhia

Enquanto o tempo passa
ouve bem o que disse o Senhor
se um dia é o da caça
o outro é do caçador

E que tudo se cumpra bem
pra evitar coisa malina
quero alertar também
se a companhia for masculina

Depois de seis da tarde
emito uma proibição:
sabendo que como o corpo arde
jamais vás até o portão

E se no sofá sentares,
vou ser peremptório:
seja só para rezares
diante de um oratório

Ao te recolheres ao leito
desliga-te das divagações
aquele recanto foi feito
para o recato e as orações

E se porventura sonhares
que sejam sonhos bem castos
nada de bailes ou bares
senão secarão os pastos

E o teu futuro vou antevendo
enquadrada em linha dura
ouvindo o teu reverendo
e se fechando na clausura

E se de antiga paixão
ainda pintarem fagulhas
toma logo a comunhão
enquanto o terço debulhas

Recuerdos quiçá terás
de teu namoro de paiol
que logo te arrependerás
se queres um lugar ao sol
E lembra-te da confissão
que deves fazer contrita
no adeus a qualquer tesão
senão o Pai se irrita

E se ainda restar
um resquício de reticência
vou já já te ministrar
proporcional penitência

E aqui eu nem preciso
ser preciso como oráculo
basta-te um pouco de juízo
e te agarrar ao meu báculo!
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui