Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
41 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56388 )
Cartas ( 21117)
Contos (12482)
Cordel (9833)
Crônicas (21786)
Discursos (3122)
Ensaios - (9975)
Erótico (13197)
Frases (41434)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136898)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4473)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->Nanda rebate a Frei Dimão -- 12/09/2014 - 19:16 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Estou bastante atrasada
Com as minhas confissões
Oh, meu frei, que bagunçada
Neste mundo de atrações!

Tive que dar um sumiço
Para um lugar distante
Longe de qualquer rebuliço
Sem chamado cintilante.

Pensa que virei carmelita
Por causa daquela roupagem?
É uma vocação bem bonita
Mas não tenho esta coragem.

Estive mesmo no Carmelo
E lembrei-me de Frei Dimão
Meu pensamento aqui revelo
Que isto iria achar muito bom.

Muitas horas em meditação
Seguindo seu sábio conselho
Estaria livre da condenação
Pois ali não me destrambelho.

Agora contrita venho confessar
Ao mui venerável Frei Dimão
E o senhor pode acreditar
Que pecado não tenho não.

Uma coisa posso-lhe garantir
Com forte e grande convicção
Que lá não tem como existir
Nem paiol e nem portão.

Então que seja bem suave
O que vier de penitência
Pois não tem nada de grave
Nesta minha conferência.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui