Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
137 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56255 )
Cartas ( 21115)
Contos (12465)
Cordel (9814)
Crônicas (21743)
Discursos (3121)
Ensaios - (9965)
Erótico (13194)
Frases (41312)
Humor (17661)
Infantil (3601)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136794)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1916)
Textos Religiosos/Sermões (4466)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->A DEMOCRACIA DOS PAÍSES ÁRABES -- 16/07/2013 - 15:52 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

É difícil prever qual será o futuro do Egito e de outros países da região que passaram pela primavera árabe. No entanto, pelo que se viu até agora, a tão esperada democracia à moda ocidental não ocorreu e simplesmente não vai florescer; pelo simples fato de que se trata de culturas completamente diferentes. O ocidente convive há séculos com um sistema, se não democrático como o atual, pelo mesmos com algum tipo de representatividade onde a população teve desde o começo a liberdade em escolher seus representantes. Nos países árabes e principalmente naqueles que passaram recentemente por protestos exigindo mais liberdade e democracia a experiência democrática é uma novidade com a qual a população ainda não sabem lidar. Aliás, a derrubada do presidente Mursi, o qual foi eleito democraticamente há um ano, logo após o fim da ditadura de Hosni Mubarak, é o maior exemplo disso. O mundo árabe tem uma realidade diferente da ocidental e portanto um conceito de democracia que não se assemelha ao que nós ocidentais entendemos por democracia, até porque lá o papel da religião é muito maior do que no ocidente. Na maioria dos países não há separação entre igreja e estado; e mesmo onde há essa separação a linha que os separa é tão frágil que fica difícil saber onde termina um e começa o outro. Portanto, haverá sim algum sinal de democracia nesses países, nuns mais e noutros menos, mas este estará muito aquém do que o ocidente espera.




LEIA TAMBÉM:
UMA ILUSÃO
PROCURANDO SER FELIZ
FOLHA EM BRANCO
O HOMEM: ETERNA OBRA EM CONSTRUÇÃO
COISAS PARA AS QUAIS NÃO NASCEMOS
GRANDES PENSAMENTOS(72)
DIRETO AO PONTO
SINAIS DE UMA NOVA ERA
A BUSCA DO PRAZER
A TERRA EM EFERVESCÊNCIA
A LIBERALIZAÇÃO DAS DROGAS
MITO DA CAVERNA E CRISTIANISMO
NOSSAS VERDADES
INTERMINÁVEL SATISFAÇÃO
FALTA DE PROFUNDIDADE
POR PATES
FRUTOS DA CIÊNCIA
GRANDES PENSAMENTOS(71)
O BRONZEADO E A BUNDA

NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 266Exibido 596 vezesFale com o autor