Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
69 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56447 )
Cartas ( 21157)
Contos (12576)
Cordel (9976)
Crônicas (22085)
Discursos (3130)
Ensaios - (8876)
Erótico (13329)
Frases (42880)
Humor (18231)
Infantil (3703)
Infanto Juvenil (2520)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137737)
Redação (2907)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4615)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->FOTO INSTANTÂNEA -- 14/08/2007 - 20:58 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


FOTO INSTANTÂNEA

Juan de la Ville

10 de agosto de 2007



Em memória de Mestre Odilon Vaz





Tremendamente hirto

O rosto indicava

Que não havia mais vida naquele corpo!



Disperso o conjunto

Desbotara até a cor

Das cortinas da sala já enlutadas



Um momento sussurrante

De espanto

Releva o silêncio absurdo

Daquele homem sem vida



Aviva-se a denúncia de um fim de rota

E a tristeza não sabe explicar

O teor da exótica viagem

Que ali se anuncia



Há choro íntimo pesado

Fortes emoções

Olhares que vão e vêm

Carregando pesares e lembranças



Lá fora

O mundo frio e rotativo

Desconhece o impacto!



Só as recolhidas almas

Ligadas àquele nobre ser

Questionam no coração

O terminal mundanal da existência



Buscando entender pela razão

O novelo

De todas as linhas

Que tecem o humano destino!





Juan de la Ville

Terras de Goiás,

10 de agosto de 2007

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 393 vezesFale com o autor