Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
124 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56727 )
Cartas ( 21128)
Contos (12519)
Cordel (9865)
Crônicas (21898)
Discursos (3121)
Ensaios - (10001)
Erótico (13200)
Frases (41737)
Humor (17749)
Infantil (3605)
Infanto Juvenil (2334)
Letras de Música (5449)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137078)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->É DO PODRE E NÃO DO POVO QUE EMANA TODO PODER -- 04/11/2017 - 18:00 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Vivemos na hipocrisia
De que poder tem o povo.
Este porém só come ovo
Mas não passa de heresia,
Esta tal democracia.
Ainda está pra nascer
Um regime pra abranger
E o mundo ficar novo.
É do podre e não do povo
Que emana todo poder

Não importa se Molusco
Dilma, Temer ou Fernando
Tudo é mesmo um bando.
Nas trevas, no lusco-fusco
Agindo desde os etruscos.
Na história pode ver
Que o homem é um ser
Que nunca teve um renovo.
É do podre e não do povo
Que emana todo poder

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, NOVEMBRO/2017
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui