Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
73 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56416 )
Cartas ( 21156)
Contos (12573)
Cordel (9948)
Crônicas (22079)
Discursos (3130)
Ensaios - (8871)
Erótico (13328)
Frases (42856)
Humor (18218)
Infantil (3699)
Infanto Juvenil (2512)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137706)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4608)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A VAGA -- 09/11/2007 - 12:15 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos




A VAGA

Jan Muá

8 de novembro de 2007





Pensei nela

Pensei na vaga

Reservei a vaga

E de tempos a tempos

Consultava o relógio

Vigiando o espaço com carinho



Era uma vaga especial

Localizada

Selecionada

Como se fosse uma flor

De um jardim



A vaga sentiu-se prestigiada

Delirou



Quando lhe disse que era especial

Ela lembrou

Que nunca tinha sido distinguida

Assim

Com tanta atenção!



Por isso a vaga sentiu

Se emocionou

Porque sabia

Que eu lhe havia dado um sinal



A vaga não gosta de violência

Nem de rudeza

Nem de sofreguidão



A vaga é espaço distinto

Preza sua identidade

Nunca gostou de ser pisada

Nem maltratada

Nem violentada



Guardaria por isso seu coração

E já sabia que o carro

Que a ocuparia

Era um carro diferente

Um carro

Que sabe entrar com delicadeza

Que sabe tratar o chão como gente

E ao sentir-se dentro

Sabe ser hóspede sensível

Capaz de respeitar a identidade dos outros



Por isso a vaga gostou disso

Se emocionou

E ao fim do tempo

Relatou

Que na sua jovem biografia

Nunca havia sido tratada assim

Com aquele requinte de nobreza

Próprio de quem sabe.



Jan Muá

8 de novembro de 2007



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 359 vezesFale com o autor