Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
39 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56723 )
Cartas ( 21160)
Contos (12582)
Cordel (10005)
Crônicas (22134)
Discursos (3130)
Ensaios - (8935)
Erótico (13377)
Frases (43196)
Humor (18334)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2597)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137947)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4723)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->NOSSA POESIA DE CORDEL -- 10/08/2019 - 05:39 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

O cordel é uma arte

De beleza e esplendor

Mas para se escrever

Não precisa ser doutor

Também não é necessário

Se ter mestre ou professor.

 

No cordel pode-se expor

Todo e qualquer pensamento

De forma muito harmônica

Mostrando seus sentimentos.

E numa rima bem feito

Inspirar seus argumentos.

 

Tem-se um embelezamento

Na métrica, se perfeita.

Porém se tem pé-quebrado

A beleza é desfeita.

Não é a disposição

Que deixa a poesia direita.

 

Pra que não seja imperfeita

Devemos seguir tais critérios,

Que para os repentistas

Não lhes traz qualquer mistério

Não importa se daqui

Ou de outro hemisfério.

 

Que em qualquer revertério

Tem sempre a palavra certa

Pra responder desafio

Sem deixar a porta aberta

E sua defesa ficar

Exposta ou descoberta.

 

Numa refrega incerta

Em décima ou martelo

Em sextilha ou quadrão

Se rima não quebra o elo

No desafio do repente

O ritmo também é belo

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, AGOSTO/2019

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 25Exibido 30 vezesFale com o autor