Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
93 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54835 )
Cartas ( 21056)
Contos (12106)
Cordel (9509)
Crônicas (21076)
Discursos (3107)
Ensaios - (9896)
Erótico (13126)
Frases (39797)
Humor (17544)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5411)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135514)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4172)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Ensaios-->Sobre Raízes do Piauí -- 30/05/2017 - 11:11 (Adrião Neto) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Florianópolis, 29 de maio de 2017.
Caro amigo Adrião Neto:
Não poderia me furtar de parabenizá-lo pelo seu livro: “Raízes do Piauí”, que terminei de ler. Confesso que me senti um piauiense nesta saga histórica escrita com as tintas do coração pelo nobre amigo, historiador e beletrista, que há muito vem divulgando o Estado do Piauí.
Aprendi muito com esta publicação histórica digna de fazer parte dos acervos de outros estudiosos da Cultura do Piauí.
Até então eu nem tinha idéia da existência do termo Bitorocara; da “Casa da Torre” fundada por Garcia d’Ávila; da Vila da Mocha que foi capital do Piauí hoje conhecida como Oieras; do sertanista Domingos Afonso Mafrense, doador de terras para os Jesuítas; do relato da perseguição dos Jesuítas no conflito com Carvalho de Melo (Marquês de Pombal); enfim do Piauí colonial. Emocionei-me com o destino trágico do Padre Gabriel Malagrida; com a morte da bela e cortejada índia Joana.
A bravura do Mandu Ladino em defesa das tribos indígenas dizimadas como tão bem descreveu o amigo, são dignas de um filme.
Só me resta felicitar o amigo por este brilhante romance histórico cujo mérito só pode ser avaliado na plenitude pelos estudiosos da história do Piauí. Agora caro amigo vou começar a viajar na leitura do seu romance: Ramon e Juliana. Um grande abraço meu estimado amigo.
Augusto Barbosa Coura Neto.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui