Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56824 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10011)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8953)
Erótico (13387)
Frases (43341)
Humor (18382)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138023)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4765)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ANADIPLOSE -- 23/05/2008 - 16:59 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ANADIPLOSE



Jan Muá

23 de maio de 2008





O povo diz “você é linda”

Linda demais para encantar

Sua beleza elogiarei sempre

Para você me cativar!





Jan Muá

23 de maio de 2008





********************************************



OBSERVAÇÃO:

O conceito de “anadiplose” pode ser conferido em figuras de estilo apresentadas pelas gramáticas tradicionais e pelos tratados de retórica. Podem ser consultados também sites de internet, como: http://ciberduvidas.sapo.pt/pergunta.php?id=8699

Neste site é apresentado o conceito de anadiplose com exemplos de autores clássicos de língua portuguesa. Segundo o site:

"Anadiplose: Consiste na repetição de uma palavra na frase ou verso que imediatamente se lhe segue. É corrente durante o classicismo. Ex.: «C`os olhos lhe acendi no peito fogo, / Fogo que sempre ardeu e ainda arde agora» (António Ferreira). «A frouxidão no amor é uma ofensa, / Ofensa que se ele eleva a grau supremo» (Bocage).

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 3000 vezesFale com o autor