Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
34 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56741 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10007)
Crônicas (22136)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43217)
Humor (18341)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2601)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137961)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2388)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4729)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ASTRAL DA ALVORADA -- 01/06/2008 - 13:01 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ASTRAL DA ALVORADA

Poeta Navegante

1 de junho de 2008



Descubro batendo em meu rosto

Nesta desabrochante manhã

Uma aurora e um sol nascente

Que querem se instalar em mim

Cheios de vida



Os passarinhos imberbes choram

E me tocam com insistência



Meus olhos miram

As ruas abertas intercomunicantes

Que me acenam



Silêncios intuitivos se instalam

E comandam

Meus caminhos a renascer



No mundo vazio

O vagido de um eu atento

Expectante

Que descobre trilhas navegantes

No marasmo do silêncio



Num barco à deriva

Um espaço novo se abre

Sobre as ondas



O marinheiro olha abismado

E por mais divina que seja

A ilha desenhada por Vênus

Em rota aberta no oceano

Ele só quer mesmo

Por enquanto

Navegar

Observando o movimento das ondas!





Poeta Navegante

1 de junho de 2008



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 335 vezesFale com o autor