Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
36 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56824 )
Cartas ( 21161)
Contos (12584)
Cordel (10011)
Crônicas (22151)
Discursos (3132)
Ensaios - (8953)
Erótico (13387)
Frases (43341)
Humor (18382)
Infantil (3751)
Infanto Juvenil (2630)
Letras de Música (5464)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138023)
Redação (2918)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2394)
Textos Jurídicos (1923)
Textos Religiosos/Sermões (4765)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->BOTÃO DE ROSA -- 08/12/2008 - 01:04 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


BOTÃO DE ROSA

Jan Muá

Brasília, 7 de dezembro de 2008



Roça-me nas veias a pequenez do mundo

Ela toca meu sangue

Como se fosse uma verdade biológica

fundamental

É diminuto o espaço à minha disposição

Para o jogo com o tempo curto que invade a janela de meus desejos

Na escala das instâncias

De meu coração

Há espaços carentes e negados

Num mundo onde falta

A arte de amar

Onde a carência é o rosto comum das ruas

Onde um movimento de xadrez percorre a vida dos homens

Na troca rotineira das pedras comuns do tabuleiro

Restam aos humanos as asas da fantasia

E nelas a extrema vontade de viver

E de poder

Inata e peregrina

Com todos os alertas de Zaratustra

Pregador e Profeta

De cuja boca se desprendeu um signo de vida

A decodificar

Intimamente simbolizado

Num misterioso botão colorido

De uma rosa

A desabrochar!



Jan Muá

Brasília, 7 de dezembro de 2008
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 447 vezesFale com o autor