Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
72 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55351 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21341)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40259)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135960)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1036)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4240)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->INTRODUÇÃO DO LIVRO VIVA IN..VERSO! -- 02/08/2008 - 20:16 (ANGELA FARIA DE PAULA LIMA) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

ESTANDO JÁ HÁ POUCOS DIAS DA BIENAL, OFEREÇO AOS MEUS LEITORES UMA AMOSTRA DO CONTEÚDO DO MESMO, NO SENTIDO DE ESTIMULÁ-LOS A ME PRESTIGIAR NESSE GRANDE EVENTO, DO QUAL ME ORGULHO TANTO DE PODER PARTICIPAR

INTRODUÇÃO

Lá vou eu rolando aos trancos
Nas ladeiras dos caminhos
Como que a pedir carinhos
Na poeira dos barrancos!...

Quem nunca se sentiu assim? Abandonado, triste, à deriva, de tal maneira que qualquer tipo de toque, mesmo um tanto agressivo, ainda é recebido como um alento?...

Um tombo, um esbarrão, são maneiras bruscas de perceber-se vivo, inserido no contexto de um mundo às vezes frio, impessoal, em que a pessoa se sente literalmente só...

É... Já passei por isso. Assim como tantas outras pessoas passaram e passarão um dia.

Num mundo imediatista, vivemos apenas uma face da trilogia amorosa: o Fileo, o Eros e o Ágape. Gastamos tempo e vida plena. Perdemos em qualidade, imaginando que só um desses lados contém o sabor da existência. E nos fartamos de cada uma das faces separadamente. O resultado é o desgaste contínuo e inútil. Um buscar da unicidade, que não fica bem compreendido onde se encontra. Tornamo-nos reféns de cada pedaço isolado, e isolados nos sentiremos a vida inteira.

A busca pelo UNO, ou seja, pela plenitude, torna-se um emaranhado de estradas vicinais e desvios, que longe de libertar, nos levam cada vez mais longe da felicidade sonhada.

O que quero mostrar, é que a vida é muito mais complexa do que pensamos e muito mais fácil quando a projetamos. Creio que melhor seria viver de maneira inversa. Pensar primeiro no desfecho que queremos dar à nossa existência, para depois, sim, traçar com segurança o caminho que devemos seguir.

Essa idéia me ocorreu pela forma como escrevo minhas poesias. Sempre as começo pelo final. Coloco-as no papel, e quase magicamente o início e meio surgem em minha mente de maneira clara e precisa. Vertem suavemente, sempre que sinto pronta a forma que desejo atingir.

Acredito que devíamos viver assim.
Inverso.
Em verso
Deixar fluir a nossa vida em poesia, sempre com o final desejado pronto.

Acredito que assim, a viagem seria segura, plena de alegrias. Cada situação nova, longe de assustar, seria um desafio a mais, pois já saberíamos o fim programado e a vida seria somente caminhada.
Sem Dor.
Sem tristeza.
Somente o encanto de chegar...
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui