Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
63 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56429 )
Cartas ( 21156)
Contos (12574)
Cordel (9959)
Crônicas (22082)
Discursos (3130)
Ensaios - (8872)
Erótico (13328)
Frases (42866)
Humor (18225)
Infantil (3700)
Infanto Juvenil (2514)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137727)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2385)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4611)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->SUTILEZA ONTOLÓGICA DE UM IPÊ AMARELO -- 04/08/2010 - 19:50 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SUTILEZA ONTOLÓGICA DE UM IPÊ AMARELO

Jan Muá

4 de agosto de 2010



Há que ter força nos olhos

Para ver com alma encantada

O festival de campânulas

De requintada cor amarela

A ostentar a fragilidade floral

Deste ipê do planalto.



Douradas pelo sol que as vivifica

As flores beijadas pela brisa

Tremeluzem ainda presas

Ao firme sustentáculo dos ramos.



Mas no chão em torno do ipê-mãe

Há um tapete

De outras campânulas ainda vivas

Já desprendidas da seiva materna

Disciplinadamente dispostas no chão.



Elas indicam impotentes

Num gesto de lindo e colorido adeus

A temporalidade

Que lhes foi dada

E aceitam se despedir da condição floral

Confortadas na despedida

Pelo toque lento da brisa

Assumindo de agora em diante

A dialética do esquecimento

Que as cobrirá nas próximas horas

Quando os boqueirões da terra

Proclamarem a deglutição final.



Jan Muá

Brasília, 4 de agosto de 2010



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 337 vezesFale com o autor