Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
114 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 57013 )
Cartas ( 21138)
Contos (12542)
Cordel (9893)
Crônicas (21963)
Discursos (3125)
Ensaios - (10050)
Erótico (13234)
Frases (42165)
Humor (17908)
Infantil (3631)
Infanto Juvenil (2384)
Letras de Música (5453)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137356)
Redação (2894)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4542)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->DO LUAR A LUZ TARDIA -- 06/02/2011 - 09:05 (Maria Hilda de J. Alão) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
DO LUAR A LUZ TARDIA

Maria Hilda de J. Alão


Passa o longo dia,
Fica em mim o cansaço.
Na mente um espaço
Para ti Poesia.

Do luar a luz tardia
Vem banhar meu corpo lasso,
Ensaiando risco traço
E letras na noite fria.

Gritas. Em mim vivifica
O passado e tu flutuas
Batendo as asas tuas
No verso que no papel fica.

Atravessaste o escuro
Da mente, deste-me deveres.
Dos deuses procurei os saberes
Para grafar um verso puro,

Ditado por minh’alma inquieta
E pela turbulência do mundo,
Mas com significado profundo
Do que é ser poeta.

06/02/11
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 455 vezesFale com o autor