Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
50 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56319 )
Cartas ( 21150)
Contos (12564)
Cordel (9932)
Crônicas (22050)
Discursos (3130)
Ensaios - (9100)
Erótico (13316)
Frases (42749)
Humor (18172)
Infantil (3689)
Infanto Juvenil (2487)
Letras de Música (5460)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137624)
Redação (2904)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4591)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->MEU CORAÇÃO A TI SE RENDE -- 11/02/2011 - 09:35 (Maria Hilda de J. Alão) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
MEU CORAÇÃO A TI SE RENDE



Maria Hilda de J. Alão





Ah, esta praia amena!

Este sol no horizonte surgido

Despertam meu verso adormecido

Traçado a bico de pena.



Verso de amor, pequeno,

Unido a outro já esculpido,

É tal e qual a flecha de Cupido

Ferindo um coração sereno.



Ah, mar de praia dourada,

Das moças de tantas formosuras,

De navegadores e das torturas

De uma raça capturada.



Ah, a lua e sua tênue claridade,

Prateando a onda derradeira,

Viram minha lágrima primeira

Cair no seio desta divindade.



Ah, mar! Gigante adormecido,

Quebrando suave no rochedo,

Alimentas homens sem medo,

Por que ignoras meu gemido?



Seis horas. Quanta soledade!

Em pé sobre um outeiro

Diviso ao longe remando um barqueiro

Orientado pelas luzes da cidade.



Ah, mar! Meu amor cresce, floresce.

Meu coração palpitando a ti se rende,

E quem te domar pretende,

A tua sede de liberdade desconhece.



11/02/11

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 24Exibido 441 vezesFale com o autor