Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
133 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56012 )
Cartas ( 21109)
Contos (12422)
Cordel (9783)
Crônicas (21647)
Discursos (3119)
Ensaios - (9949)
Erótico (13188)
Frases (41098)
Humor (17622)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2324)
Letras de Música (5441)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136581)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4451)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Menina -- 25/02/2011 - 12:16 (Ricardo Marques) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Menina



É ainda como noite
que não reconhece o luar,
que não percebe as estrelas,
que não sente o frescor que o orvalho deixa,
é ainda fraco, pequeno,
que teme a mudança do crescer,
que quer despontar nas alvoradas,
que às vezes se permite entrever.


É um misto de alegria e dor,
de prazer e remorso,
com o viver,
com o crer,
o ser.


Mas é de verdade,
baseia-se em algo de dentro do meu ser,
que eu não sei entender muito bem,
e, às vezes, confesso, renego, mas é forte,
muito, muito forte....,
e vai conquistar a luz do alvorecer,
para se firmar qual sol do meio dia.

RimarquEsz
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui