Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
108 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56399 )
Cartas ( 21119)
Contos (12482)
Cordel (9833)
Crônicas (21793)
Discursos (3122)
Ensaios - (9978)
Erótico (13197)
Frases (41439)
Humor (17685)
Infantil (3603)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5445)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136912)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4473)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Confissão -- 25/02/2011 - 12:17 (Ricardo Marques) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Confissão



Andei tanto !....
Fui buscar novos rumos,
descobri horizontes inimagináveis,
vivi horas de intensa poesia,
de descobertas sem fim.
Tudo novo,
gente nova,
sorriso aberto e são.
Procurei encontrar-me, no mundo novo,
ocupar o meu lugar, desagregar os sentimentos nefastos,
povoar a alma de liberdade cristalina,
e fui todo busca e encontro...!
Caminhei pelas ruelas, pelas avenidas,
pela areia, pelo sal,
andei por águas saudáveis e desconheci o mal.
Julguei haver descoberto o consolo, o alento,
em olhos outros que me fitavam sem pejo,
em atitudes provocantes me ofertando beijos,
e ansiando cuidar-me com zelo,
mas o que sei, pesando as horas,
( reconhecido por tudo que pude sentir )
é que o encontro verdadeiro, o que mais quis, o que mais busquei,
está em uns olhos profundos,
dentro de um olhar que já guardei....!

RimarquEsz


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui