Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
28 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56739 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22136)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43216)
Humor (18340)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2600)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137961)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2387)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4729)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ALEGRIA E GRAÇA -- 13/05/2011 - 22:37 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
ALEGRIA E GRAÇA

"Folhas e ramos de uma cerejeira em ritmo de dança numa tarde de primavera"

Vila Pouca de Aguiar

13 de maio de 2011

Jan Muá



Eu canto a alegria e a graça

De uma cerejeira solta em plena luz solar

Que louca de vida

E solitária num vale serrano

Na vizinhança de metálicas máquinas eólicas

E de granitos de exportação

Conseguiu seduzir meus olhos

Pelo talento dançarino

De sensação de paixão

De movimento louco de seus ramos

De elegância e amorosidade de suas folhas

enfeitiçadas pela brisa primaveril

Da tarde

Eu canto sua alegria e sua graça

Seu movimento

E suas criativas rotas que no ar

Suas folhas dançarinas desenhavam

Como num palco

Eu senti a contorcida cerejeira

E seu corpo enlouquecido

E bêbado de vida

Que entregava à luz do sol

A felicidade que a tarde lhe oferecia

Registrando no relógio do tempo

O momento soberano e raro

Que valia para ela

Um certificado de vida.



Jan Muá

Vila Pouca de Aguiar

13 de maio de 2011
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 242 vezesFale com o autor