Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
112 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56958 )
Cartas ( 21165)
Contos (12587)
Cordel (10049)
Crônicas (22175)
Discursos (3133)
Ensaios - (8978)
Erótico (13390)
Frases (43483)
Humor (18424)
Infantil (3759)
Infanto Juvenil (2652)
Letras de Música (5466)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (138144)
Redação (2919)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2400)
Textos Jurídicos (1924)
Textos Religiosos/Sermões (4822)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->BIOLOGIA POÉTICA -- 12/07/2011 - 10:19 (João Ferreira) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


BIOLOGIA POÉTICA

Jan Muá

12 de julho de 2011



Corre rápida a vida e sem apelo

Em velocidade incomensurável

Desdobra-se segue e vai

Somos parte dela e caminhamos

No ritmo do genes sem apelo

Assume formas que a destacam

Com rompantes

E silêncios

Que a dotam para além do rosto

Nem sempre tem visibilidade

Desenha suas rotas sem barulho

Porque oculta é a sua força

Afinada em seus telêmeros

Apostados na durabilidade

Lacaios dela

Nós a acompanhamos

Entre expressões que arrastam

Nossas horas

Que não controlamos.



Jan Muá

12 de julho de 2011



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 73Exibido 179 vezesFale com o autor