Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
144 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56012 )
Cartas ( 21109)
Contos (12422)
Cordel (9783)
Crônicas (21647)
Discursos (3119)
Ensaios - (9949)
Erótico (13188)
Frases (41098)
Humor (17622)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2324)
Letras de Música (5441)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136581)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4451)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->MUSAS: TATIANA SALLES -- 30/06/2009 - 16:20 (Marcelo Guido) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
A Poderosa Furacão de Salles
TATIANA SALLES DA SILVA
LOCAL: São Paulo/SP
DATA: 08.NOV.1982
TEMA: I FOUND SOMEONE (Michael Bolton)
Ano(s) em tela: 1998, 2006, 2007, 2008
Houve relacionamento: SIM
Títulos durante sua esfera: -






História:




Conheci Tatiana Salles no ano de 1997 (em Agosto) quando, na época, ela namorava Wellington (um dos membros do Pentágono da Lealdade). Seu estilo de mulher misteriosa me seduziu e eu percebi que alguma peripécia haveria de nos ocorrer, apenas não sabia como e nem quando.

Ironicamente, nos princípios do ano de 1998, nossos contatos foram se estendendo e eu não percebia os perigos que isso gerava para minha frágil relação com Patty.

Na data de meu 21º aniversário, já separada de Wellington e namorando Almir Rogério, Tatty Salles demonstrou-me as suas garras e seu estilo felino de agir rendeu-lhe a alcunha de FURACÃO DE SALLES. De fato, quando Tatiana perfilava pela vida de alguém, pouco ou nada permanecia em pé quando ela ia embora. Seus efeitos eram fascinantes e mortais. E nem eu, o Lírio de Prata de Madrid, fui capaz de evitar o seu poderio de sedução.

Entre 10 e 12 de abril de 1998, nossas conjunções se completaram de um modo fabuloso. Foram, sem dúvida, as noites mais felizes e inesquecíveis de toda minha vida mortal. Do ponto de vista carnal, nos limites da sedução...

Uma semana depois, em 18.04.1998, ela me fez ir até um casamento de seu primo e lá, ao seu modo, confessou suas artimanhas: apenas ficou obscuro qual seria o seu verdadeiro alvo.

Não por muito tempo: em 15.08.1998, numa festa no Bairro dos Emboabas, a casa caiu para o Furacão de Salles e, então, o Pentágono da Lealdade, ao seu modo, soube anulá-la, por hora. Mas já era bem tarde...

Tatiana foi uma curta saga que deixou boas e más seqüelas que o tempo se encarregou de amenizar sem, todavia apagá-la por completo. De modo infantil, aproximou-se de mim para provocar meu amigo Kleber, mas seu tiro saiu pela própria tangente e a solidão a acompanhou por muito tempo ...

Mesmo assim, com toda sua imaturidade de menina mimada, Tatiana Salles marcou-me muito mais por ter sido a própria encarnação do absoluto fogo detentora da aura que raríssimas mulheres possuem na Terra e fora dela. Tal, por isso, a justificativa da designação FURACÃO DE SALLES.

Tempos idos, tivemos alguns contatos por internet... Ela se casou e se tornou uma bela e dedicada mulher...

Que as besteiras de meados de 1998 fiquem para trás e que as recordações daqueles momentos fabulosos jamais se apaguem de cada qual dos corações, enfim...
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui