Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
88 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55220 )
Cartas ( 21066)
Contos (12156)
Cordel (9589)
Crônicas (21293)
Discursos (3112)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40122)
Humor (17564)
Infantil (3566)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135847)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Poema do Corpo 7 -- 30/10/2013 - 23:52 (Poeta Maldito) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Ao meu lado
Possibilidades
Se eu preciso de um amor
Eu esqueço
Já penso que enlouqueço
Na brincadeira das palavras
Tudo dança
Tudo é possível
Tudo aqui nesse mundo é real
Inverte
A sorte
Num golpe de morte
Ah!
Meu dicionário se foi
E eu agora não consigo inventar palavras
Não consigo esquecer das antigas
Um engenho habilidoso da sanidade
Louvada seja
Enterrada
No nosso peito
Tudo se cansa em linhas
Tantas linhas pra quê!?
Tudo que queremos é o corpo!?
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui