Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
115 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56235 )
Cartas ( 21113)
Contos (12461)
Cordel (9813)
Crônicas (21737)
Discursos (3120)
Ensaios - (9964)
Erótico (13194)
Frases (41305)
Humor (17660)
Infantil (3600)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5443)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136769)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1915)
Textos Religiosos/Sermões (4468)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->A PORTO DE GALINHA -- 01/08/2015 - 10:47 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
As galinhas, que vinham lá d’Angola,
Eram mote pra a escravidão.
Nos navios homens presos no porão
Para serem vendidos na aldeola.

O turismo ali tem hoje sua mola.
Numa vila que encanta cidadão:
Brasileiro, chinês, russo, alemão...
Sem pedinte. Ninguém busca esmola.

Água límpida de azul celeste
Convidando-nos a um bom mergulho,
Numa das praias mais lindas do Nordeste.

QUE saudade de Porto de Galinhas.
De bastante beleza, inconteste.
Maravilha é tua vida marinha.


HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, JULHO/2015.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui