Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55322 )
Cartas ( 21071)
Contos (12177)
Cordel (9605)
Crônicas (21333)
Discursos (3113)
Ensaios - (9920)
Erótico (13145)
Frases (40227)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5418)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135943)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4238)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->À PROCURA DA POESIA -- 12/10/2015 - 10:31 (Maria Hilda de J. Alão) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
À PROCURA DA POESIA


Maria Hilda de J. Alão


Onde te ocultas deusa Poesia,
Que tens o nome na posteridade
E a poucos concedes a graça
De partilhar da tua eternidade?

Desvela-me teu rosto divino,
O teu inefável sorriso,
Fixa em mim a tua magia
Como semente que fará eclodir

Versos sagrados e profanos,
Cenas de anjos e demônios
Aguçando o meu exotismo
E desnudando o meu erotismo.

Procuro-te em altares reluzentes,
Em olhos e corpos voluptuosos;
Em mãos rudes e calosas;
Em pés cansados de caminhar;

Na visão metafórica da morte;
No silêncio maciço do deserto
Plasmado na geografia mutante
De montanhas e dunas arenosas.

Busco-te na indolência das horas,
Na sinfonia do coração,
Na complexidade do universo,
E no planger de um recém-nato.

Buscar-te é meu carma positivo
Até que libertes da clausura
Minha inspiração acorrentada
E surja no papel a poesia sonhada.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 119 vezesFale com o autor