Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
53 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56299 )
Cartas ( 21150)
Contos (12562)
Cordel (9930)
Crônicas (22048)
Discursos (3130)
Ensaios - (9088)
Erótico (13314)
Frases (42731)
Humor (18163)
Infantil (3686)
Infanto Juvenil (2480)
Letras de Música (5460)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137613)
Redação (2901)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4588)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->O circo -- 16/03/2013 - 09:41 (José Ronald Cavalcante Soares) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Olha o circo! E os olhos cansados adquiriram um brilho extraordinário. Desceu do carro e comprou dois ingressos. Ela entrou sem animação. Conhecia quase todos os circos mambembes que haviam passado pela sua cidadezinha do interior: os palhaços, a moça do trapézio, o equilibrista, os animais esquálidos e tristes e aquela chamada inconfundível RESPEITÁVEL PÚBLICO!
Mas,acompanhou-o, mesmo assim. Ele ria animadamente das atrapalhadas do palhaço, olhava demoradamente para as peripécias do mágico, enfim, foi uma noite e tanto para ele.
Quando o espetáculo terminou, ele pediu para ir para casa, pois estava muito cansado.
Deixou-o ali mesmo no portão. E quando se despediam, ele falou: muito obrigado pela companhia, eu sei que você odeia circo e, assim mesmo, foi comigo. E, voltando os olhos para o firmamento,exclamou: olha a lua, como está linda!.
NO dia seguinte, logo pela manhã, ela tomiou conhecimento que ele havia falecido durante o sono.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui