Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
63 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54787 )
Cartas ( 21052)
Contos (12085)
Cordel (9481)
Crônicas (21043)
Discursos (3104)
Ensaios - (9893)
Erótico (13117)
Frases (39763)
Humor (17540)
Infantil (3558)
Infanto Juvenil (2307)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135497)
Redação (2869)
Roteiro de Filme ou Novela (1034)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4164)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Infanto_Juvenil-->Lobito e Brasília -- 28/09/2004 - 14:37 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Lobo Guará Em Brasília

Era uma vez , Lobito , um lobo guará , que morava no cerrado do planalto central .
Um certo dia , como ele morava perto da capital do país , ele resolveu conhecer Brasília . Já , ao descer na rodoviária , ele foi recebido por um estranho carneiro , que falou :
- Bom – dia , seu lobo !
- Posso ajuda – lo ?
Então , Lobito comentou :
- Que carneiro gentil !
- Você não tem medo de mim ?
Assim , a ovelha disse :
- Não !
- Afinal , eu sou tão inocente !
Deste jeito , o lobo comentou :
- Sou um lobo guará , moro no cerrado do planalto central e , hoje , decidi conhecer Brasília .
Então , o carneiro disse :
- Se o senhor quiser , posso ser seu guia turístico !
Desta maneira , Lobito afirmou :
- Eu aceito !
Primeiro , o carneiro levou o lobo para o parque da cidade . Lá , Lobito ficou impressionado com um camelo que virou bicicleta .
Depois , o carneiro levou Lobito para ver o Congresso Nacional . Lá , o lobo ficou impressionado com uma linda raposa e decidiu puxar conversa :
- Boa – tarde , senhora !
- Posso saber o seu nome ?
Então , a raposa respondeu :
- Meu nome é Política !
Assim , o lobo galanteador perguntou :
- A senhora é casada e tem filhos ?
Desta maneira , Política respondeu :
- Sou solteira , mas tenho vários filhos : o Voto , a Corrupção , a Ganância , o Poder , a Impunidade e a Promessa .
Deste jeito , Lobito disse :
- Nossa , a senhora , então tem muito trabalho para cuidar das travessuras destes filhos .
Então , a raposa falou :
- Eu não agüento travessuras de filho nenhum , pois quem arca com as conseqüências das travessuras deles é um tal de Povo .
- Eu só cuido mesmo é da Promessa , que é a minha filha favorita .
- Inclusive se você me levar para casa , eu prometo : ser fiel , cozinhar , limpar , lavar ...
Após escutar isto , o lobo saiu de fininho , puxando o seu amigo para o seu lado . Deste jeito , o carneiro levou o lobo para a sua residência e ofereceu vinho e uma boa conversa para o seu novo amigo .
Mas , no meio da conversa , Lobito notou que a pele do carneiro estava se despedaçando e que havia um zíper no meio da barriga do amigo . Então , ele exclamou desconfiado :
- Você não é um carneiro !
- Você está fantasiado e tem um zíper na barriga !
Assim , o carneiro falou , tirando a sua fantasia :
- Sou mais um lobo , da floresta , fantasiado de carneiro !
Então , Lobito exclamou :
- Você é um lobo como eu ???
Deste jeito , o ex – carneiro disse :
- Sou e a minha função é achar mais vítimas para a Política , a raposa .
Desta maneira , Lobito saiu correndo e pegou o primeiro avião para o Polo Norte , pois entre entrar numa fria com Política e entrar numa fria sem Política , ele escolheu : entrar numa fria sem Política .

Luciana do Rocio Mallon .

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui