Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
91 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55351 )
Cartas ( 21072)
Contos (12178)
Cordel (9607)
Crônicas (21341)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13148)
Frases (40259)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5420)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135960)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1036)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1909)
Textos Religiosos/Sermões (4240)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O Bom Poeta Tem Que Devorar Livros, Comer Flores e Beber Agu -- 16/04/2017 - 15:47 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Bom Poeta Tem que Devorar Livros, Comer Flores e Beber Agua da Fonte
Uma vez perguntei de forma extraordinária
Para um especialista em culinária
Qual seria o melhor alimento
Para um poeta com sentimento?

Ele disse que poetas precisam devorar livros de Literatura
Beber água da fonte e comer muitas flores
Com degustação através da doçura e ternura
Para salivar desejos juntos com amores!

Na hora, pensei que flores suaves e delicadas
Não deveriam ser mastigadas e nem devoradas
Porque tudo isto seria um ato de violência
Mas depois descobri o segredo com paciência

Borboleta, beija-flor e abelha
Alimentam-se do néctar de flores coloridas
Assim em suas almas surge uma centelha
Que curam todas as suas feridas

Depois me veio na mente uma lembrança
Eu comia azedinha quando era criança
Ela deixava meu humor doce e com alegria
Foi quando eu me interessei por Poesia

Agora em nome do amor e da paz
Eu aprendi e conheci muito mais:

As pétalas de rosa fazem o maior fuzuê
Porque são ricas em vitamina C
A calêndula evita a tensão pré-menstrual
Pois leva a mulher para outro astral

A flor de abóbora esconde um segredo
Pois expulsa a depressão e o medo
Uma salada de amor-perfeito
Cura a pior dor no peito!

A flor borago tem forma de estrela cintilante
Porque deixa a autoestima mais brilhante
Quando um poeta come um girassol
Sua inspiração transforma-se num farol

Um chá da divina flor de hibisco
Cura um espírito tímido e arisco
Se o poeta levou o fora de uma mulher
Ele precisa de uma salada de malmequer
Que deixa a alma preparada para o que der e vier

O dente-de-leão tem sabor de mel
Tira do coração, todo o fel cruel
Uma flor é o melhor alimento
Pois fortifica o sentimento
Do poeta a qualquer momento.
Luciana do Rocio Mallon


Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui