Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56315 )
Cartas ( 21150)
Contos (12564)
Cordel (9932)
Crônicas (22050)
Discursos (3130)
Ensaios - (9099)
Erótico (13315)
Frases (42747)
Humor (18170)
Infantil (3689)
Infanto Juvenil (2485)
Letras de Música (5460)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137623)
Redação (2903)
Roteiro de Filme ou Novela (1050)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4590)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->ALIENADOS -- 18/05/2017 - 10:21 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

ALIENADO$

Às vezes precisamos nos preservar;
Reclusão voluntária para sobreviver.
Final de outono; no inverno hibernar...
Adormecer sereno e profundamente.
Deixar o tempo normalmente passar...
Enquanto vem o verão tranquilamente...
Com o sol brilhante tudo a clarear.
Sementes boas germinam lentamente..
Florescem no País, odorizando o ar...
Limpeza, renovação, fé novamente.

Dalva da Trindade S Oliveira
(Dalva Trindade)
(18.05.2017)
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 139 vezesFale com o autor