Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
80 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54719 )
Cartas ( 21051)
Contos (12072)
Cordel (9440)
Crônicas (21012)
Discursos (3106)
Ensaios - (9890)
Erótico (13106)
Frases (39733)
Humor (17540)
Infantil (3557)
Infanto Juvenil (2306)
Letras de Música (5410)
Peça de Teatro (1309)
Poesias (135400)
Redação (2862)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2371)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4159)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Queluz -- 20/05/2017 - 22:31 (Adalberto Antonio de Lima) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

Ah, se tu me dissesses onde escondeu teu sorriso. Mesmo que fosse preciso, eu andaria léguas sem fim para encontrá-lo. Se guardado está na sombra de negras lembranças ou nas tranças congeladas do álbum de família... nas ondas , no céu, no mar... Se na  areia soterrado, usarei a pá (lavra) para desencavá-lo. Mas se foi no trilho de férrea estrada Que Luz,  brilho ou luzeiro me apontas para   encontrá-lo?
***

Adalberto Lima.Queluz SP.
Imagem: Internet
 
Enviado por Adalberto Lima em 20/05/2017
Reeditado em 20/05/2017
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 0Exibido 96 vezesFale com o autor