Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54946 )
Cartas ( 21059)
Contos (12121)
Cordel (9544)
Crônicas (21131)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39899)
Humor (17551)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5414)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135650)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4195)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Poema do Corpo 12 -- 12/09/2017 - 17:59 (Poeta Maldito) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
entre as frestas da noite
me alojo
entre os ruídos das piscadelas
me acalmo
minha calma
me estranha
minhas dobras
se rasgam

entre os fúteis farelos da existência
eu acordo
entre as lembranças de uma manhã nascendo
agouros da alma
me transportam
meu corpo me expulsa
me tortura

ainda não sei aonde estou.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 0Exibido 9 vezesFale com o autor