Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
84 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55241 )
Cartas ( 21066)
Contos (12158)
Cordel (9594)
Crônicas (21296)
Discursos (3111)
Ensaios - (9914)
Erótico (13140)
Frases (40133)
Humor (17566)
Infantil (3567)
Infanto Juvenil (2310)
Letras de Música (5416)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135869)
Redação (2879)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4226)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Chamaram Minhas Sobrancelhas de Taturanas, Mas Eu Não Liguei -- 07/11/2017 - 19:21 (Luciana do Rocio Mallon) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Chamaram Minhas Sobrancelhas de Taturanas, Mas Eu Não Liguei
Chamaram minhas sobrancelhas de taturanas
Mandaram-me usar a pinça má do preconceito
Mas nem liguei para estas palavras profanas
Pois quem não ama em tudo vê defeito

Taturanas são minhas grossas sobrancelhas
Pois um dia elas se transformarão em borboletas
Iluminando a escuridão da ignorância como centelhas
Entre as florestas proibidas e os jardins das violetas!

Taturana significa fogo misterioso em tupi-guarani
Minhas sobrancelhas são luzes repletas de ternura
Iluminado meu caminho com meus cílios de colibri
Assim elas se inspiram no talento e na ternura
Das artistas mais esforçadas que eu já vi!

Viva a Malu Mader, a Brook Shields e a Frida
Que conquistaram o mundo com suas sobrancelhas espessas
Elas têm histórias de superação, pois apesar da ferida
Deixaram marcas de amor com suas artes travessas.
Luciana do Rocio Mallon




Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui