Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
87 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55325 )
Cartas ( 21071)
Contos (12178)
Cordel (9606)
Crônicas (21334)
Discursos (3113)
Ensaios - (9921)
Erótico (13145)
Frases (40234)
Humor (17570)
Infantil (3576)
Infanto Juvenil (2311)
Letras de Música (5419)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135948)
Redação (2881)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2375)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4238)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->BRAÇOS MECÂNICOS -- 07/12/2017 - 18:12 (PAULO HENRIQUE COELHO FONTENELLE DE ARAUJO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos


 




O braço mecânico da fábrica é preciso.


Inverdades são para os subjetivos.


O braço mecânico da fábrica 


manobra no espaço amarelo.


O braço amarelo mecânico da fábrica


manobra na mesma cor do espaço.


O braço mecânico tranquilizado


ajuda engendrar o frasco dourado 


do aerossol.



O braço mecânico não se agita


antes de  virar,


nem se importa


com o conteúdo sobre pressão


que fabricará.


O braço mecânico da fábrica 


Atua de um modo diferente


da loira do cinema.


Ela anda pelo boulevard da cena


e paralisa na tela da tevê,


enquanto você vai à cozinha


trazer a cerveja


para o braço mecânico


do teu vício.


Você retorna, aciona a loira


pelo controle  


e  ela prossegue,


mecânica, dourada, 


dentro do mesmo filme antigo 


no entanto, a loira preocupa-se  contigo


com  seu enrosco afetivo, 


sua dor de amor


não pode chegar à pressão suicida


 



DO LIVRO: "O ÚLTIMO FOGUETE"

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 17Exibido 19 vezesFale com o autor