Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
131 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56607 )
Cartas ( 21127)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21849)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41605)
Humor (17731)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2329)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137018)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4497)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->AMANHECEU -- 29/01/2018 - 12:48 (Dalva da Trindade S. Oliveira (Dalva Trindade)) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Número do Registro de Direito Autoral:153791731882430700
           AMANHECEU
 
Amanheceu, o galo cantou,
O sol despertou e o dia raiou...
Com os raios brilhantes,
A brisa fresca refrescou
A vegetação verdinha
Orvalhando as suas folhas.
As flores despontaram
Enfeitando a natureza.
As crianças acordaram
Felizes com toda a beleza,
Brincando sem incertezas,
Rindo às gargalhadas.
Quão belo é esse milagre,
Um novo dia para viver!
A vida é um grande privilégio.
Ouvirmos o galo cantar,
Os passarinhos trinarem,
Vermos borboletas coloridas no ar,
Um campo pintado de flores, 
Mato abundante, verde e cheiroso...
A neblina subiu pela serra às nuvens
Após resfriar e respingar
Com suas gotículas de água
O parque, o sítio, o jardim,
Nos quais ainda podemos
Admirar o esplendor do novo dia.
Que venham muitos raios de sol
A Iluminar a rica natureza, 
Aquecendo nosso coração!
Nascemos para ser felizes...
Venha sempre, amanhecer!
 
     Dalva da Trindade S. Oliveira
           (Dalva Trindade)
                29.01.2018
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 3Exibido 55 vezesFale com o autor