Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
121 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56608 )
Cartas ( 21127)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21850)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41606)
Humor (17732)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2329)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137008)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4497)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->Carnaval -- 29/01/2018 - 17:25 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Carnaval

Amores, espartilhos, máscaras, sombrinhas ao alto, tudo num só ritmo do carnal na varanda. Serpentinas e confetes embalam o encontro de Pierrô e Colombina, na subida e descida da ladeira colonial. Suspiros de lança perfume no cume do agito ao apito ensurdecedor do bloco da saudade... que maldade! Folia efêmera da maior intensidade na cidade povoada necessitando pulsar ao som de “Olinda, quero cantar a ti!” Ao final do trajeto, o bloco encontra o descanso na rede sob coqueiros altaneiros, parceiros do frevo solitário e do caboclo arqueiro na folia Caeté.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui