Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
127 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56920 )
Cartas ( 21134)
Contos (12535)
Cordel (9883)
Crônicas (21940)
Discursos (3125)
Ensaios - (10032)
Erótico (13216)
Frases (41984)
Humor (17836)
Infantil (3614)
Infanto Juvenil (2349)
Letras de Música (5450)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137256)
Redação (2893)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4538)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->MEU SILÊNCIO -- 29/03/2018 - 16:10 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
SILENCIO,
ENQUANTO ESTOU EM TEUS BRAÇOS.
QUERO APENAS PERCEBER TUA RESPIRAÇÃO
ENCOSTAR A CABEÇA EM TEU CORAÇÃO
E OUVIR ATENTA
O DESCOMPASSO DA PULSAÇÃO.
SILENCIO,
ENQUANTO RESPIRO TEU AR
E SINTO SEU PERFUME NATURAL
MISTURADO A COLÔNIA QUE USASTE ANTES DO ENCONTRO.
SILENCIO,
AO ESCUTAR ATENTA AS DOCES
PALAVRAS DE AMOR, QUE TEIMAS EM DIZER
PRA ME ENCANTAR.
SILENCIO,
PRA SENTIR O CALOR DO TEU CORPO,
E A SUAVIDADE DE TUAS MÃOS
A PASSEAR POR MINHAS CURVAS.
SILENCIO,
PRA TE MOSTRAR NO SILÊNCIO,
O QUANTO AMO.
SILENCIO APENAS,
E TE PERCEBO,
NESTE TÃO IMENSO SILÊNCIO.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui