Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56922 )
Cartas ( 21134)
Contos (12535)
Cordel (9883)
Crônicas (21940)
Discursos (3125)
Ensaios - (10032)
Erótico (13216)
Frases (41986)
Humor (17836)
Infantil (3614)
Infanto Juvenil (2349)
Letras de Música (5450)
Peça de Teatro (1313)
Poesias (137256)
Redação (2893)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2382)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4538)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O DIA DO INSETO -- 02/04/2018 - 00:16 (PAULO FONTENELLE DE ARAUJO) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos

 


Hoje é dia do Inseto


porque há muita evolução neste Invertebrado.


Tanta que se pode perguntar.


O que seria evoluir?


Para o inseto não faz diferença.


Ele não declara:


“Saía de cima!”.


“Onde estou?”


“Aqui é arriscado passar.”


“Eu não quis me envolver!”


Não há ontem, nem amanhã para o inseto,


aliás, pelo contrário,


o inseto apenas ajeita 


não liga,


pois ele reside na alta eficiência


da cópula em pleno voo


e se há restos 


que os homens abusem


da seda, do mel, da cera,


da constância dos olhos compostos


e da vida complexa.


 


Vejo sobre a mesa


a mesma fileira de formigas,


a mesmíssima borboleta atravessa a rua.


Uma mosca


chegou da janela do meu quarto de criança


e ainda não pude espanta-la


quarenta anos depois.


Não faz diferença,


ainda estou vivo. 


 


DO LIVRO: "O ÚLTIMO FOGUETE" - não publicado

Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 19Exibido 65 vezesFale com o autor