Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
103 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 55932 )
Cartas ( 21109)
Contos (12417)
Cordel (9756)
Crônicas (21610)
Discursos (3119)
Ensaios - (9947)
Erótico (13172)
Frases (41017)
Humor (17617)
Infantil (3597)
Infanto Juvenil (2322)
Letras de Música (5434)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136491)
Redação (2884)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4430)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->O Monge* -- 06/05/2018 - 11:52 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O Monge*


Raimundo Correia


"O coração da infância - eu lhe dizia -
É manso". E ele me disse: "Essas estradas,
Quando, novo Eliseu, as percorria,
As crianças lançavam-me pedradas..."


Falei-lhe então na glória e na alegria;
E ele - alvas barbas longas derramadas
No burel negro - o olhar somente erguia
Às cérulas regiões ilimitadas...


Quando eu, porém, falei no amor, um riso
Súbito as faces do impassível monge
Iluminou... Era o vislumbre incerto,


Era a luz de um crepúsculo indeciso
Entre os clarões de um sol que já vai longe
E as sombras de uma noite que vem perto!...


(Seleção de Napoleão Valadares)


* Jornal da ANE nº 85, maio/2018, p. 2.

Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 27Exibido 26 vezesFale com o autor