Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
122 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56109 )
Cartas ( 21113)
Contos (12442)
Cordel (9799)
Crônicas (21703)
Discursos (3120)
Ensaios - (9953)
Erótico (13192)
Frases (41205)
Humor (17642)
Infantil (3598)
Infanto Juvenil (2327)
Letras de Música (5440)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (136692)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1047)
Teses / Monologos (2379)
Textos Jurídicos (1914)
Textos Religiosos/Sermões (4462)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->PALAVRAS DESNECESSÁRIAS -- 06/07/2018 - 14:19 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
BRADAVAM ALI,
NO MESMO FOLHETIM,
O NOME QUE ANSIAVA POR AMOR,
E A POESIA QUE
SEM DÓ,
ESBOFETEAVA-LHE O ROSTO,
VESTIDA DE ARGUMENTOS
VERDADEIROS,
PORÉM
DESCABIDOS PARA OCASIÃO.
AQUELE DIA ERA DELA
APENAS DELA,
NÃO CABIA O DESPREZO EXPOSTO.
RASGAVA-LHE O PEITO
AO LER EM VOZ BAIXA
PARA QUE NÃO LHE RASGASSE O OUVIDO.
DESNECESSÁRIO,
SIMPLESMENTE DESNECESSÁRIO,
MELHOR SERIA A IMAGEM DE QUALQUER HORIZONTE,
OU UM ESPAÇO VAZIO NO FOLHETIM,
SEM MEU NOME,
SEM SUA POESIA.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Seguidores: 14Exibido 70 vezesFale com o autor