Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
37 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56598 )
Cartas ( 21157)
Contos (12595)
Cordel (9988)
Crônicas (22114)
Discursos (3130)
Ensaios - (8904)
Erótico (13337)
Frases (43018)
Humor (18286)
Infantil (3717)
Infanto Juvenil (2553)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137839)
Redação (2909)
Roteiro de Filme ou Novela (1054)
Teses / Monologos (2386)
Textos Jurídicos (1921)
Textos Religiosos/Sermões (4641)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Poesias-->JANELAS -- 10/07/2018 - 13:30 (valentina fraga) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos



ONDE ESTÁS,



TE FALTAM JANELAS,



QUE TE FAÇAM PERCEBER



O CAIR DA CHUVA.



ONDE ESTOU



VEJO OS PINGOS GROSSOS



DA PRIMEIRA ENXURRADA



TOCAR O SOLO



TOCAR A PEDRA.



NESSE INSTANTE



O SOL ESCURECE



A NUVEM CINZA APARECE



TRAZENDO O FRIO,



QUE INTENSO,



FAZ ARREPIAR.



MINHAS JANELAS SÃO MUITAS.



AS QUE VEJO À MINHA FRENTE,



AS QUE TENHO EM MINHA ALMA.



E CADA VEZ QUE ÀS ABRO,



DESCORTINAM-SE INFINITAS



IMAGENS E MEMÓRIAS.



AS JANELAS À MINHA FRENTE



OFERECEM IMAGENS,



AS JANELAS DA ALMA,



OFERECEM MEMÓRIAS.



ENTRE UMA E OUTRA,



PREFIRO AS DA ALMA,



QUE PRESENTEIAM



COM LINDAS HISTÓRIAS,



E UMA A UMA,



AS VEJO PASSAR,



ENQUANTO AGUARDO



A CHUVA DE FORA CESSAR.



Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui